Choose your language

Local

Gothenburg, Suécia

Start-up

Segundo trimestre de 2013

Fonte

Água de superfície

Construção

Purac, Läckeby Water Group

Aplicação

Produção de água potável

Usuário final

Göteborg, Sweden

Capacidade

186 MLD (49 MGD)

histórico

Na Estação de Tratamento de Água de Lackarebäck, na Suécia, a nova planta de ultrafiltração está sendo construída como parte do grande esforço da cidade de Gothenburg para garantir água potável limpa e segura para os 500 mil habitantes da segunda maior cidade do país. No âmbito desse projeto, a capacidade da Estação de Tratamento de Água de Lackarebäck está sendo ampliada em 40%, além de melhorar a qualidade. Além de atender às necessidades diárias de água potável dos moradores da cidade, quando as membranas de ultrafiltração forem instaladas permitirão minimizar o risco de doenças transmitidas pela água, já que as membranas proporcionam uma barreira física para potenciais agentes patogênicos.
O design do sistema inclui coagulação, sedimentação e filtração da água de alimentação com carvão ativado granular antes da filtração por membranas.

A construção será concluída em três fases com a capacidade total de produção de 186.000 m3/dia. Após a conclusão, esta será a primeira planta de ultrafiltração na Suécia e a maior instalação da membrana da Escandinávia.

TESTE DE INTEGRIDADE DA MEMBRANA

Como a ultrafiltração é considerada um processo "independente", as membranas UF são classificadas, com base na separação por tamanho, como uma barreira microbiológica independente para remover bactérias, vírus e micro-organismos maiores, como o cryptosporidium e a giardia. 

Historicamente, as amostras das membranas de ultrafiltração são testadas apenas para remoção de vírus, pois esse teste é caro e os resultados podem demorar semanas para serem obtidos. O teste de integridade padrão tem uma precisão de 3000 nanômetros, uma precisão 100 vezes maior do que a necessária para confirmar a remoção de vírus. O teste de integridade de membranas de ultrafiltração (UF) em um intervalo de tamanho de partícula de 20 a 25 nanômetros é essencial para verificar o nível de remoção adequado de vírus.

O “Virus like particles”  (VLPs) é um método apropriado para teste de integridade, pois ele permite quantificar partículas de aproximadamente 20 nm que ocorrem naturalmente antes e depois da ultrafiltração. Ele é usado como um indicador de remoção de vírus (controle de remoção de ≥ 4 log). Por meio de procedimentos rápidos, parâmetros valiosos para testar a integridade da membrana podem ser obtidos dentro de uma hora.

A Gotenorg Vatten, que desenvolveu essa tecnologia, é a primeira empresa do mundo que emprega uma instalação de escala completa de produção de água potável.


escopo do fornecimento

2.176 membranas Xiga 40 de ultrafiltração
544 vasos de pressão Codeline
16 skids Xiga de ultrafiltração

Pentair logo

As part of its separation into a new pure play water company, a new Pentair website has launched. Please visit the new Pentair.com to learn more about our exciting new company and your favorite brands!