Local

Shuwaikh, Kuwait

Start-up

2011

Fonte

Água do mar

Construção

Doosan Heavy Industries & Construction

Aplicação

Produção de água potável

Usuário final

Ministério de eletricidade e água (MEW)

Capacidade

350.400 m³/dia (92,5 MGD)

Histórico

A planta de osmose reversa em água do mar (SWRO) de Shuwaikh é uma planta de dessalinização em larga escala no Golfo Pérsico. Ela é a primeira planta de dessalinização no Kuwait a usar a tecnologia de osmose reversa (RO) no tratamento de água do mar e também a maior planta de osmose reversa de água do mar (SWRO) do mundo usando a flotação de ar dissolvido (DAF) e ultrafiltração (UF) pressurizada de dentro para fora como etapas de pré-tratamento. A combinação de flotação de ar dissolvido e ultrafiltração foi escolhida para garantir a operação da planta, dado que a água do mar na área é altamente salina, rica em componentes orgânicos e conhecida por eventuais algas verdes nocivas.
Juntos, a flotação de ar dissolvido e ultrafiltração podem remover de forma eficiente altas concentrações de sólidos em suspensão (SS) e partículas coloidais de pequeno porte. Como resultado, a alta qualidade da água de alimentação por osmose reversa produzida tem um valor consistente do índice de densidade de sedimentos (SDI) de menos de 3,0 em todos os momentos.

eventos de maré vermelha

A instalação de Shuwaikh de osmose reversa de água do mar enfrenta eventos ocasionais de maré vermelha, que às vezes podem durar até 10 dias, e proliferação de algas verdes. Durante esses eventos, o pré-tratamento combinado por flotação de ar dissolvido (DAF) e ultrafiltração (UF) tem sido bem-sucedido na remoção do aumento do número de partículas provocado pelo crescimento anormal de algas com os níveis de turbidez de até 31 nefelométricas de turbidez (NTU). A turbidez elevada da água do mar conduz a uma turbidez mais elevada dos efluentes das unidades de flotação de ar dissolvido (DAF), que podem ter efeitos negativos sobre o desempenho da ultrafiltração. Em primeiro lugar, o aumento do número de partículas e coloides pode obstruir os poros da membrana. Além disso, as substâncias poliméricas extracelulares excretadas a partir de algas podem levar ao aumento do entupimento da membrana, que é difícil de remover com uma retrolavagem normal de água.
Durante o último evento de maré vermelha em maio 2012, foi comprovado que precisam ser tomadas apenas pequenas medidas para garantir uma operação confiável do sistema de ultrafiltração e fornecer um ótimo pré-tratamento para o sistema de osmose reversa. Para controlar a alta turbidez, a coagulação da flotação de ar dissolvido é reforçada e a frequência da retrolavagem quimicamente melhorada (CEB) do sistema de ultrafiltração (UF) é aumentada. Essas duas ações simples asseguram um fornecimento contínuo de água do mar pré-tratada de alta qualidade com o sistema de osmose reversa de água do mar, impedindo as reduções de produção ou desligamento e garantindo um fornecimento confiável de água potável para a cidade do Kuwait.

Registro de dados

Como exemplo do desempenho de ultrafiltração (UF), abaixo dos dados de funcionamento de um skid de ultrafiltração, são mostrados os dados dos eventos antes, durante e depois da maré vermelha (5-10 de maio de 2012). O gráfico de cima mostra o desenvolvimento da permeabilidade da membrana ao longo do tempo.
O gráfico inferior mostra o desenvolvimento da pressão transmembrana (TMP) da unidade de ultrafiltração. Os dados de desempenho de ultrafiltração (UF) confirmam que os skids de ultrafiltração operaram durante o evento de maré vermelha, o que permitiu a operação contínua da planta de dessalinização de osmose reversa de água do mar.

Desempenho de ultrafiltração (UF)

Escopo do fornecimento

5.840 membranas Seaguard 40 de ultrafiltração (UF)
20 Skids


Pentair logo

As part of its separation into a new pure play water company, a new Pentair website has launched. Please visit the new Pentair.com to learn more about our exciting new company and your favorite brands!